Câmara adota sistema eletrônico para envio de comunicações administrativas

por Imprensa publicado 01/06/2020 11h20, última modificação 02/06/2020 10h58
Nova forma de trabalho traz mais agilidade aos setores e reduz custo com papel e impressão

Desde o dia 27 de maio, todas as comunicações administrativas da Câmara de Vereadores de Tijucas, sejam elas internas ou externas, estão sendo enviadas por meio eletrônico. A nova forma de trabalho tem por objetivo reduzir ao máximo o uso de papel, economizar impressões e proporcionar um ambiente mais sustentável.

De acordo com a Portaria 54/2020/CMT, a partir de agora a criação e o envio de documentos no Poder Legislativo deve ser feito exclusivamente pelo meio digital. Além disso, os servidores estão proibidos de imprimir documentos eletrônicos, salvo para fornecer comprovante à pessoa que tenha feito protocolo de documento de forma presencial, ou quando a legislação expressamente exigir que o documento seja apresentado fisicamente.

Um dos responsáveis por implementar a mudança, o servidor Gustavo Voltolini Pacheco, Técnico em Informática, afirmou que com a colaboração de todos a Câmara de Tijucas poderá eliminar o uso de papel e terá uma economia significativa no uso desses materiais. “Ao adotar o sistema, vamos colaborar com a economia de recursos públicos e com o meio ambiente. Basta lembrar que o pó do toner das impressoras causa irritação das vias respiratórias, contamina o solo e possui descarte ecologicamente correto muito difícil”, orientou.

Além do ganho ambiental, o novo sistema de envio de documentos também traz mais agilidade para os setores envolvidos. Como os documentos não dependem mais de um suporte físico, o acesso poderá acontecer de forma simultânea por diversos profissionais. Com isso, várias unidades poderão ser acionadas, tomar providências e manifestar-se ao mesmo tempo.

A expectativa é que adoção do sistema gere uma economia aos cofres municipais, uma vez que os gastos com impressão e aquisição de materiais de expediente – como papéis, canetas, envelopes e grampos – serão eliminados ou extremamente reduzidos. De acordo com a Contadora da Câmara de Tijucas, Joice Peres, o gasto com aluguel de equipamentos e impressão costuma ser de aproximadamente mil reais todos os meses. Já as despesas com materiais de expediente foram de cerca de R$ 8 mil em 2019 e de R$ 15 mil em 2020. Enquanto isso, o custo para implementar, usar e manter o novo sistema de gerenciamento e envio de documentos eletrônicos é de R$ 1.500 por mês.