Ventos destroem fachada da Câmara e atendimento é suspenso temporariamente

por Imprensa publicado 01/07/2020 15h35, última modificação 07/07/2020 10h57
Serviços devem voltar ao normal na segunda-feira (13), após restabelecimento de serviços essenciais
Ventos destroem fachada da Câmara e atendimento é suspenso temporariamente

Fachada da Câmara de Vereadores de Tijucas

Os fortes ventos que castigaram a região Sul do país causaram danos também à Câmara de Vereadores de Tijucas. Na tarde de terça-feira (30) o prédio do Legislativo teve sua fachada de vidro completamente destruída. Por conta disso, o atendimento ao público foi suspenso temporariamente até que um novo material de proteção seja instalado. A previsão é que as atividades voltem à normalidade na segunda-feira (13).

As lâminas de vidro que compõe a fachada do prédio não foram capazes de aguentar a força do vento e se quebraram. Felizmente, nenhuma pessoa estava no local no momento em que a vidraça veio ao chão. Sem uma barreira natural, a chuva foi empurrada para dentro das salas do edifício, mas não houve danos aos equipamentos. Assim que souberam da situação, alguns servidores da Câmara se dirigiram ao local para verificar os estragos e tomar medidas de contenção de danos.

Para evitar mais prejuízos, computadores e componentes eletrônicos foram retirados das mesas e armazenados em uma área reservada, limpa e seca. Além disso, enquanto a nova vidraça não é instalada, dois vigias foram designados para atuar no local, em plantão de 24 horas, garantindo que o patrimônio público não seja furtado.

Os estragos causados ao prédio têm origem no ciclone bomba - um tipo de ciclone extratropical - que atingiu os três Estados da região Sul no dia 30. Segundo o meteorologista Marcela Schineider, do Instituto Nacional de Metereologia (Inmet), "um ciclone bomba é um sistema meteorológico relacionado à formação de  uma baixa pressão atmosférica. O processo de formação acontece a partir de um grande contraste de massas de ar, e é assim denominado quando a pressão cai muito rapidamente", explica.

Pregão nº 05/2020/CMT é adiado para 21/07/2020

Com entrega e abertura de propostas marcadas para esta quinta-feira, dia 02 de junho, o Pregão nº 05/2020/CMT teve sua sessão adiada (leia o documento aqui). Por conta dos problemas causados pelo ciclone, a Comissão Permanente de Licitação (CPL) optou por postergar a data de entrega e de julgamento das propostas. O objetivo é garantir que o ambiente da Câmara esteja em condições para receber os interessados, em um momento mais tranquilo. A data da nova sessão está agendada para o dia 21 de julho (veja aqui).

CCJ cancela reunião

Em virtude da suspensão das atividades da Câmara, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) cancelou a reunião que estava marcada para às 9h desta quinta-feira (2).

Atividades suspensas e servidores dispensados

Até o restabelecimento dos serviços essenciais de energia e internet, as atividades da Câmara de Vereadores foram suspensas e os servidores dispensados do ponto, no período de 01 a 10 julho (inclusive), devendo exercer suas atividades remotamente. As Portarias nº 65/2020/CMT e nº 66/2020/CMT tratam do assunto.